O Laboratório de Ecologia do Ictioplâncton (LEI) do Instituto de Oceanografia (IO) da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) iniciou suas atividades no final dos anos 70 sob a coordenação da Dra. Graciela Weiss, que liderou o LEI até 1989. Entre 1992 e 1996, o responsável pelo Laboratório foi o Dr. Chossi Sinque, e atualmente, é coordenado pelo Dr. José H. Muelbert. As atividades de pesquisa do grupo estão voltadas a elucidação de aspectos da ecologia de ovos e larvas de peixes no estuário da Lagoa dos Patos, na região costeira adjacente e no Atlântico Sul. Através de suas linhas de pesquisa, o LEI participa dos curso de graduação em Oceanologia; do Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Biológica; do Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica; e do Programa de Pós-Graduação em Ecologia da UFSC. Durante sua existência, as pesquisas do grupo tem contribuido para o conhecimento da ecologia descritiva e taxonomia dos ovos e larvas das principais espécies de peixes da região. Os principais resultados demonstram a utilização do estuário como área de criação de peixes; a influência de fatores abióticos na distribuição espacial do ictioplâncton; e sugestões sobre a existência de importantes mecanismos de recrutamento larval. A partir destes resultados, novos direcionamentos do LEI procuram incrementar o conhecimento destes mecanismos através de estudos de crescimento, mortalidade, dispersão e transporte, e a importância das áreas de baixios para larvas de peixes. Um importante enfoque proporcionado através do PELD é o estudo de processos de longa duração e sua relação com o ictioplâncton. O grupo possui intenso intercâmbio com laboratórios em outras instituições nacionais e internacionais, participando do South Atlantic Climate Change Consortium (SACC) patrocinado pelo Instituto Inter-americano de Pesquisas sobre Mudanças Climáticas Globais (IAI), e do módulo Zonas Costeiras do INCT-Rede Clima. Maiores informações em: http://www.lei.furg.br/ 

 

 

Vista interna do Laboratório de Ecologia de Ictioplâncton (LEI), mostrando o processamento de triagem e identificação do material e a infraestrutura básica do LEI