Ecologia de Fitoplâncton e Microorganismos Marinhos

 

O estudo da Ecologia de Fitoplâncton e Microorganismos Marinhos foi iniciado na FURG no ano de 1984 e atualmente conta com 3 pesquisadores da FURG e estudantes de graduação (Oceanologia, Biologia) e pós-graduação em Aquicultura e Oceanografia Biológica (Mestrado e Doutorado). O grupo atua em linhas de pesquisa relacionadas com a ecologia de procariontes e protistas planctônicos marinhos (fitoplâncton, protozooplâncton e bacterioplâncton). Os projetos de pesquisa são desenvolvidos principalmente nos ambientes costeiros e oceânicos do sul do Brasil: estuário da Lagoa dos Patos, praias adjacentes, plataforma continental e talude, mas também no Oceano Atlântico Sul Ocidental e Antárctica e fornecem a base de dados para a detecção de mudanças de longo prazo no estuário e Praia do Cassino. Destaca-se, o intercâmbio com pesquisadores de outras instituições brasileiras e internacionais, e até o presente, a formação de mais de 50 mestres e doutores, que hoje atuam profissionalmente em outras Universidades ou Institutos de pesquisa no País e exterior. A produção científica vem sendo divulgada em periódicos nacionais, internacionais e livros, gerando informações importantes para a compreensão do funcionamento dos ecossistemas e seu possível manejo. Em pesquisas aplicadas, participantes do grupo tem atuado na avaliação de impactos ambientais (EIA-RIMA), e o conhecimento gerado tem repercussão direta nos problemas ambientais causados por microalgas tóxicas e no uso de microorganismos na aquacultura. Mais recentemente projetos na área de Biotecnologia vem sendo desenvolvidos, com o cultivo de microalgas com potencial de aplicações diversas.